O coworking estimula a criatividade. Mito ou verdade?


A&F esclarece dúvidas sobre o formato de trabalho mais procurado do momento

Já falamos aqui sobre o dia a dia de um espaço de trabalho compartilhado – o chamado coworking – modelo muito procurado por startups, profissionais autônomos e pequenas empresas por aliar flexibilidade, networking e profissionalismo a um ótimo custo-benefício. Mas, e na prática? Essa rotina mais ajustável ajuda mesmo na busca por soluções inovadoras, ou popularmente dizendo, fora da “caixinha”? A resposta é sim! E vamos te explicar porque essa pode ser uma boa escolha para o seu negócio.

 Criatividade versus concentração

Embora a criatividade seja uma característica humana, portanto, pertencente à pessoa que trabalha e não ao ambiente em que ele é realizado, fatores como ruídos e desorganização podem atrapalhar a concentração e, por consequência, limitar a expansão das ideias. E se dentro do processo criativo é preciso ter foco, o coworking pode SIM ser uma solução para você. Lembre-se de que somente empreendedores estão ali, portanto, o maior interesse de todos eles é produzir para seus próprios negócios.

Criatividade versus compartilhamento

O networking é uma das características mais fortes do coworking, já que, é por meio da troca de ideias e serviços – prática comum nesse formato – que se dá o estabelecimento de outros pontos de vista, valiosos para quem vai começar um projeto novo ou, até mesmo, para quem está no início da vida empreendedora. Acredite: o diálogo é uma das ferramentas mais fortes para o desenvolvimento da criatividade, especialmente longe da formalidade das reuniões tradicionais.

Criatividade versus frequência

Para quem tem problemas com a rotina, mesclar o coworking com o home office pode ser uma saída simples e eficaz para a criatividade. Você não se cansa do local e ainda tem acesso a salas de reunião em um ambiente totalmente profissional para marcar encontros importantes ou até para deslanchar projetos em dias de inspiração. Em Atibaia, a A&F oferece vários tipos de planos de coworking que incluem desde estações fixas para uso full time a estações rotativas para uso part-time. Neste caso, a utilização pode ser de duas ou três vezes por semana em horário comercial ou ainda diariamente por meio período (manhã ou tarde).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × dois =